Entre com seu login

Não é cliente?

Cadastre-se

CPFL Santa Cruz disponibiliza diversas formas de pagamento para clientes quitarem débitos em atraso

Escrito por: Assessoria de Imprensa   26/07/2020

A ANEEL determinou o fim da suspensão de cortes de energia, que poderão ser retomadas a partir de 1º de agosto; CPFL orienta os clientes e reforça várias formas para regularização da situação junto à distribuidora

Jaguariúna, 27 de julho de 2020. Após o término do prazo determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para a suspensão do corte de energia de clientes residenciais, rurais e de atividades consideradas essenciais, as distribuidoras de energia voltam a ter possibilidade de interromper o fornecimento por falta de pagamento em todo o território nacional, com exceção dos clientes cadastrados na Tarifa Social (Baixa Renda), que estão isentos de corte de energia por inadimplência até o final do ano. 

A data para retomada dos cortes determinado pela ANEEL é 1º de agosto, sendo o primeiro dia útil para início dessa atividade, dia 3 de agosto. Para evitar a suspensão do fornecimento de energia, a CPF Santa Cruz traz condições de pagamento diferenciadas dentro dos seus canais digitais e orienta que os clientes mantenham as contas em dia. Entre as novidades de pagamento apresentadas pela distribuidora, está o parcelamento por meio do cartão de crédito e boleto em até 12x, a parceria com a empresa PicPay, que oferece um bônus (cashback) de 10% do valor da conta (durante o mês de julho), pagamento via Auxílio Emergencial e pagamento da fatura mensal por meio de cartão de crédito.

Confira as condições de pagamento oferecidas pela CPFL Santa Cruz: 

Pagamento via Auxílio Emergencial: O pagamento da conta de energia por meio do cartão de débito virtual para quem recebe o Auxílio Emergencial do governo federal foi incorporada às opções de pagamento da distribuidora em seu site e App “CPFL Energia” como mais uma comodidade aos clientes que querem manter suas faturas em dia. 

Usando o cartão do Auxílio Emergencial, é possível quitar as faturas correntes ou até mesmo débitos vencidos no valor de no máximo R$ 1,2 mil. Por funcionar apenas na opção débito, não é possível que os valores sejam parcelados. Caso o cliente tenha interesse nessa função, ele pode optar por diversas outras modalidades de pagamento oferecidas também pelo site ou aplicativo da companhia. 

Pagamento via PicPay: A CPFL realizou uma parceria com a empresa PicPay e os clientes que realizarem o pagamento da conta durante o mês de julho por meio desse APP, receberão 10% do valor da conta como bônus dentro do PicPay (com limite de até R$ 15).

Parcelamento de contas em atraso. Os clientes que estiverem com uma ou mais contas em atraso também podem pagar e parcelar o crédito em aberto em até doze vezes nos cartões de crédito Mastercard e Visa e também via boleto. Essa condição é exclusiva para pagamentos via canais digitais e é válida para um valor entre R$ 150 a R$ 18 mil em contas atrasadas.   

Canais Digitais: São mais de 30 opções disponíveis nos canais digitais da CPFL:  solicitar segunda via de conta, trocar titularidade, pedir religação do serviço e até enviar documentos e fotos. Basta acessar www.cpfl.com.br  ou baixar o aplicativo ‘CPFL Energia’ no smartphone ou tablet. A segunda via das faturas também pode ser solicitada por SMS, por meio do número que consta na fatura e os demais serviços podem ser realizados pelo Call Center de cada distribuidora do grupo CPFL.

Desde maio, todos os clientes da CPFL podem acessar o aplicativo para smartphones “CPFL Energia” com navegação gratuita, ou seja, sem gastar seu pacote de dados. O benefício, válido para todas as operadoras de telefonia Claro, Vivo, Oi e Tim, tem como objetivo facilitar o uso da tecnologia pelos clientes principalmente durante esse momento de isolamento social.

A empresa iniciou ainda, o atendimento via WhatsApp. Por meio do número (19) 3795-1705, os clientes podem comunicar falta de energia na sua residência, solicitar segunda via de conta, solicitar o código de barras e tirar dúvidas.